sábado, 1 de março de 2014

Livro: "Tudo por amor" de Dan Jacobson


Sinopse
Ela era filha do Rei Leopoldo II da Bélgica, mulher de um príncipe e uma figura conhecida na corte do Império Austro- Húngaro. O seu amante era um soldado dez anos mais novo, uma figura resplandecente em termos de elegância, mas também um homem de origem duvidosa e ambições extravagantes. Diante de ambos estendem-se compromissos, adultério, o desbaratar de uma fortuna, um duelo, a prisão, a bancarrota, a morfina e a loucura. E bem assim uma heroína de carne e osso - Maria Stöger - que não estava menos preparada do que a princesa e o seu soldado para arriscar tudo por amor.
Romântico, sumptuoso, inteligente, cheio de espírito e um autêntico desafio para o leitor, o presente romance caminha entre o declínio do Império Austro-Húngaro de Francisco José e o eclodir da Primeira Guerra Mundial, através de um caso amoroso que escandalizou toda a Europa. Fundindo constantemente factos e ficção, retira três extraordinárias personagens das notas de rodapé da História e põe-nas, juntamente com os seus, poucos, amigos e muitos inimigos, no centro de um drama que é simultaneamente cómico e doloroso e tão digno de incredulidade como convincente.


Opinião:
Este demorei para ler, mas teimosa como sou consegui terminar, quase duas semanas depois de ter pegado nele. Resumindo, é daqueles livros que lê-se e ficamos por aí. Não simpatizei com a Princesa Louise nem com o seu amante. Gostei mais da figura de Maria Stöger, uma mulher de origens humildes, que abandona o marido, para ir atrás de uma fantasia, (irresponsável? não, sonhadora sim). Este casal de apaixonados (Louise e Mattachich) vivem acima das suas posses, luxos os quais a princesa não consegue pagar apesar de ser filha do Imperador, considerado o mais rico da altura. No momento pelo qual espero que tenham aprendido a lição, vejo como a raça humana é por vezes tão estúpida, egoísta e egocêntrica.
A estrutura da história, tal como nos é contada no livro, mistura o real com a ficção, o que torna difícil separar os factos do restante. É óbvio, algumas passagens serem "apenas" suposições do autor de como as coisas terão acontecido. Nesta obra, vão encontrar frequentemente, passagens dos livros de memórias escritos pela princesa e pelo seu amante.
No geral, é um livro que vou guardar, mas que o mais provável é não voltar a pegar nele. Para quem gosta do género romance-histórico, é possível vir a gostar desta história, que conta uma história de amor entre uma princesa que realmente existiu nos finais de séc. XIX e inícios dos XX na Europa. E de todos os luxos e hábitos que se viviam naquela altura, para alguém com estatuto de princesa.


Boas leituras ***

4 comentários:

  1. Fiquei com curiosidade de ler. :) A parte histórica é sempre importante!

    ResponderEliminar
  2. Fiquei curiosa com este livro, não conhecia :) mais um para a minha lista :D

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...